terça-feira, 6 de abril de 2010

carta de amor

Ao querido fdp que me partiu o vidro ontem:
Ainda que te não veja, estarás sempre no meu coração, sempre que estacionar numa rua movimentada e aparentemente segura e ainda assim me sentir obrigada a levar comigo tudo o que esteja ao alcance da vista, por muito inocente e inútil para quem quer que seja além de mim.
Se houver justiça no mundo, alguém há-de enfiar-te cum gato morto na tromba repetidas vezes até que mie(s) - (tu, ou o gato, ou ambos). Faz bom proveito das minhas cuecas, panãozinho do meu coração.
Sempre tua. m.

10 comentários:

antonio disse...

Hei amiga reconheço o teu mal estar o teu ódio a esse maldito f.d.p.Sei o que é sentir a impotencia de não conseguir dar uma resposta à altura.Mas a vida está cheia dessas circunstancias, que nos fazem tão pequenos tão agastados sem que qualquer justiça se faça sequer sentir sem que sequer te seja reconhecido esse legítmo ódio.è, a vida tem merdas dessas.Olha merda para dias desses.Sei que amanha estaras melhor e que depois de amanha já poupes até o infeliz gato de tão imerecido final de vida.

Beijinhos e arriba miuda

Mário disse...

Ficas tão gira irritada:p

moça disse...

Tontinho =P

Ziza, tens razão! Merda pra dias desses, e com um apoio destes, já esqueci! (gato poupado!) :))

João Barradas disse...

Era rega-lo bem regado e depois chegar-lhe fogo....mas tipo só os pés! =P

moça disse...

só os pezinhos... mwahahahahahah

Susana disse...

é muito amor eheheh :) e gato não tem culpa

Valéria disse...

Ás vezes a melhor opção é extravazer antes vá a vontade.

BeijooO'

Silvana Nunes .'. disse...

Bom dia.
Nossa, vim parar aqui por um acaso, gostei do seu trabalho.
Passando para dar uma olhadinha nas novidades, como sempre correndo por causa do tempo na lanhouse.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja um bom final de semana para você.
Saudações Florestais e Educacionais!
Por insistencia de alguns amigos amantes da cuulinária, inaugurei esta semana o "CADERNO DE RECEITAS", onde pretendo postar, na medida do possível, receitinhas de meus antepassados.
CADERNO DE RECEITAS, em:
http://www.blodasreceitas.blogspot.com/

Maria, Simplesmente disse...

Que bela carta de amor!...
Só que podemos escrever mas... nem todas devemos enviar.
Obrigada as suas palavras.
Maria

José Sousa disse...

Muito bem... continuem assim que vão bem? gosto de vir aqui e êr o que há de novo. Passa no meu blog: www.congulolundo.blogspot.com
Um abração