segunda-feira, 23 de novembro de 2009

purpurina

Não importa quantos contas! De todas, só tu consegues ver o mundo a cor-de-rosa. Não é ignorância, nem tão-pouco inocência. É sentir as coisas a uma profundidade de que já desistimos e continuar a acreditar que tudo vai ser melhor. É chorar porque dói, mas continuar em frente. Acreditar que há coisas mais importantes e que te vais rodear de gente que te dá o devido valor. E sorrir com as pequenas coisas. Ser genuína e indiferente ao que quer que possam pensar. E pagar a casa aos amigos quando ganhares o Euromilhões... parabéns luxinha! (bis bald)




[A vida continua sem nós. Gostava de ser capaz de me lembrar e ficar feliz por vocês. Chama-me invejosa, é verdade! Quando penso que estão aí a festejar só consigo sentir inveja. Queria estar convosco a apalermar e a rir. Mas só me ocorre que tudo continua sem mim. As festas, as saídas e a falta delas. E hoje não é sobre mim, mas não consigo evitar...]

1 comentário:

Lux disse...

1-és uma fofinha
2-bué fofinha
3-é sempre sobre ti tb!afinal...tás sempre aki...nos nossos coreischens todos espatifados e colados a super cola 3 dos chineses!

/e só para que saibas,mim até gosta de ti!assim um bocadinho!!

kussi