domingo, 28 de dezembro de 2008

quem canta

seus males espanta...

Só porque já tinha saudades de aparvalhar e there's no place like home para o fazer - onde tenho o ambiente, a disponibilidade e os factores essenciais a um bom aparvalhamento, além da ajuda de boas amigas que têm todo o gosto em aparvalhar pelas mais insuspeitas razões (tal como iou) e da ajuda dos issues do costume... inesperados e decepcionantes, como sempre! :D

e aproveitando a fase da parvalheira, forneço também, totalmente gratuito, sem custos de envio ou qualquer outro tipo de custo divulgado em letras TIMES NEW ROMAN tamanho 3 num fundo de página qualquer, um belo esclarecimento: eu falo MUITAS vezes a brincar!
Não quero com isto incentivar a que não me levem a sério, mas tenho uma predilecção pelo humor sarcástico, irónico, negro e coisas do estilo, por isso não me levem a mal quando digo algumas coisas! Porque provavelmente estou só a brincar!
Como quando escrevi para aquele Senhor, contra-argumentando a resposta a uma pequena provocação, e suscitei uma onda de solidariedade a favor da minha pessoa... Ora, acontece, no entanto, que esse menino é uma das minhas pessoas preferidas em geral, e uma das minhas pessoas preferidas com quem aparvalhar, em particular. Sorte minha, que ele me conhece melhor que as palmas das suas mãos (o que não é difícil, porque aposto que ele não saberia dizer quantas linhas tem desenhadas nas ditas-cujas), e sabe perfeitamente que pode aparvalhar comigo quantas vezes quiser, e que receberá sempre respostas dedicadas e implacáveis (ou pelo menos tanto quanto me for possível imaginar)... e num registo humorístico um pouco menos brilhante que o dele, mas esforçado!

[Posto isto, não tenho nenhum filme em bolo rei para te oferecer, mas com todo o gosto te envio um sorriso e um abraço forte-forte cheiiiiiinho de saudades para começares o novo ano com o estado de espírito que espero que te acompanhe todos os dias... j]

And now, for something completely different

E a propósito de rituais de que sentia saudades - quase todas fomos ver os polk ao patrício, para os festejos habituais (boas-vindas, despedidas e boas-vindas-despedidas) e é bom demais estar lá como em casa, receber as boas-novas e ouvir as músicas de sempre como nunca!
E tudo muito a sério.... música a sério, amigos a sério, bebidas a sério.... que saudades!!! :P



Outra coisa de que sentia saudades era da noite de natal, e há algum tempo que não sabia tão bem...

[Não há nada como ver os teus olhos encherem-se de felicidade, por muito que te tenham desiludido. Lamento não poder oferecer-te o que mais queres, porque não há melhor presente que a presença... mas aprendamos juntas, já que partilhamos parvoíces: só importa quem cá está; quem não está... estivesse!]

4 comentários:

Lux disse...

eu estive.....aparvalhei...falei (sim isso chega para aparvalhar)....bebi...ri e bazei...mas sabes sempre onde me encontrar sua maluca!!!

sou a gaja que ta atras de ti a rir-se que nem uma tolinha!! sempre sempre ...kussi

moça disse...

:)))

é bom aparvalhar com purpurina :P de facto, basta falares... mas é por seres tu e por te adorarmos... se assim não fosse não te achavamos piadinha nenhuma =D

O Senhor disse...

O teu blog deve ser a página da net que mais vezes tem escrito "purpurina".

Utiliza numa frase.

moça disse...

Gosto muito da Purpurina porque ela é uma pessoa fofa e que me faz rir... e pessoas que nos fazem rir não se encontram aos pontapés!!!

:P