domingo, 28 de dezembro de 2008

quem canta

seus males espanta...

Só porque já tinha saudades de aparvalhar e there's no place like home para o fazer - onde tenho o ambiente, a disponibilidade e os factores essenciais a um bom aparvalhamento, além da ajuda de boas amigas que têm todo o gosto em aparvalhar pelas mais insuspeitas razões (tal como iou) e da ajuda dos issues do costume... inesperados e decepcionantes, como sempre! :D

e aproveitando a fase da parvalheira, forneço também, totalmente gratuito, sem custos de envio ou qualquer outro tipo de custo divulgado em letras TIMES NEW ROMAN tamanho 3 num fundo de página qualquer, um belo esclarecimento: eu falo MUITAS vezes a brincar!
Não quero com isto incentivar a que não me levem a sério, mas tenho uma predilecção pelo humor sarcástico, irónico, negro e coisas do estilo, por isso não me levem a mal quando digo algumas coisas! Porque provavelmente estou só a brincar!
Como quando escrevi para aquele Senhor, contra-argumentando a resposta a uma pequena provocação, e suscitei uma onda de solidariedade a favor da minha pessoa... Ora, acontece, no entanto, que esse menino é uma das minhas pessoas preferidas em geral, e uma das minhas pessoas preferidas com quem aparvalhar, em particular. Sorte minha, que ele me conhece melhor que as palmas das suas mãos (o que não é difícil, porque aposto que ele não saberia dizer quantas linhas tem desenhadas nas ditas-cujas), e sabe perfeitamente que pode aparvalhar comigo quantas vezes quiser, e que receberá sempre respostas dedicadas e implacáveis (ou pelo menos tanto quanto me for possível imaginar)... e num registo humorístico um pouco menos brilhante que o dele, mas esforçado!

[Posto isto, não tenho nenhum filme em bolo rei para te oferecer, mas com todo o gosto te envio um sorriso e um abraço forte-forte cheiiiiiinho de saudades para começares o novo ano com o estado de espírito que espero que te acompanhe todos os dias... j]

And now, for something completely different

E a propósito de rituais de que sentia saudades - quase todas fomos ver os polk ao patrício, para os festejos habituais (boas-vindas, despedidas e boas-vindas-despedidas) e é bom demais estar lá como em casa, receber as boas-novas e ouvir as músicas de sempre como nunca!
E tudo muito a sério.... música a sério, amigos a sério, bebidas a sério.... que saudades!!! :P



Outra coisa de que sentia saudades era da noite de natal, e há algum tempo que não sabia tão bem...

[Não há nada como ver os teus olhos encherem-se de felicidade, por muito que te tenham desiludido. Lamento não poder oferecer-te o que mais queres, porque não há melhor presente que a presença... mas aprendamos juntas, já que partilhamos parvoíces: só importa quem cá está; quem não está... estivesse!]

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Só para ti!

Embora isto seja público e ser possível que muitos milhões de pessoas o leiam (não que o façam, mas é possível)... aqui está o post só para ti (ou no mínimo, porque o pediste :P), e isto é o que eu tenho a dizer:

1. não vamos ao cinema hoje, mas vamos aproveitar todas as oportunidades que surgirem neste e no próximo mês;
2. temos que analisar a agenda cultural cuidadosamente e estás requisitada para me fazer companhia;
3. quando quiseres apertar colarinhos chama-me.... para eu ver;
4. estava CHEIA de saudades e adorei rever-te!

Para finalizar, ouve a musiquinha dois posts abaixo, e ficas a conhecer mais um dos meus vícios!!!

;)

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Até já!

Não!
Não é uma tentativa de imitação do célebre apresentador Jorge Gabriel!
Nem sequer uma alusão ao spot publicitário da famosa operadora de telecomunicações móveis! (embora neste caso fosse tentador que a troco de alguma publicidade me oferecessem um aparelhinho...)

É um "até já" de quem anseia por dizê-lo desde que partiu!
Porque esta é provavelmente a última vez que vos escrevo de Benguela em 2008.

E assim sendo, à boa-moda de fim de ano, há que fazer um balanço, como aqueles que nos fartamos de ver, com os melhores e piores momentos do ano em todo o mundo... mas desta vez limitado a 3 meses passados em Benguela.

Confesso que tive que reler algumas das coisas que escrevi quando cá cheguei, e como sempre é uma surpresa redescobrir o que já se escreveu, e o que já se pensou!
Quando cheguei, o sentimento que mais me marcava era o medo - medo de como iria correr, medo de como iria sentir-me, medo de como correria quando tomasse verdadeiramente a consciência de estar londe de tudo... e de estar longe de tudo para estar aqui!

E a seu tempo, tudo me foi fazendo falta, pequenas coisas foram despoletando as saudades, mas fui tão bem acolhida e, por outro lado, consegui manter um contacto tão próximo com tanta gente, apesar da distância, e fui tão acarinhada, que sinto que não podia ter corrido melhor!
Há sempre momentos altos e baixos, dias felizes e outros menos, mas em momento algum senti vontade de atirar tudo ao ar e regressar, por isso, para primeiros 3 meses - em particular, primeiros 3 meses consecutivos da minha vida passados longe de vocês - não se esteve nada mal!

Agora já só consigo pensar em vos abraçar, em vos ver, vos ouvir... só consigo pensar no que vou fazer para aproveitar o melhor possível o tempo em que não vou estar longe, porque sei que o próximo período será mais longo, e por isso mais difícil, por isso tenho que trazer um carregamento extra de força, para que tudo continue a ser bom como tem sido!

Como diz a purpurina: kussi kussi...

... e até já!

PS: partyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

era uma vez...

... uma música brilhante, que saltitava de ouvido em ouvido, como que espalhando uma notícia... e cada vez que alguém escutava, não conseguia deixar de se apaixonar, e fazer dela um novo vício!

Elsiane é assim, e como estes vícios são sempre bem-vindos, muito obrigada! ;)

[minha coisa-mail-linda, acho que vais apreciar particularmente a partir do minuto 2'45]

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

e mais ainda....






(esta última é a minha preferida)

E antes que se ponham com coisas:
não, claro que não fui eu que tirei as fotos!
Eu tenho uma incapacidade inata para fotografar com qualidade!

Obrigada aos fornecedores de fotos em condições!


(pronto, tenho que admitir que, às vezes,
os inginheiros são pessoas capazes,
e prestáveis, e queridas, e tudo...

... ou melhor: tem dias!)
Posted by Picasa

mais do mesmo




Posted by Picasa

o mundo visto daqui...




Posted by Picasa

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

motivos???

As pessoas podem ter as mais diversas opiniões, é um direito que lhes assiste (e eu que o diga, que gosto de ter opiniões sobre tudo e mais alguma coisa!), e é uma atitude saudável trocar e discutir opiniões, porque é uma forma de aprendermos sempre uns com os outros!
Mas uma regra essencial no discurso, independentemente da veracidade/validade dos argumentos, é a de que nunca haja uma contradição, pelo que, quando alguém diz que não responde a provocações, não deve, de facto, fazê-lo!

Anyways....

Como eu sou pessoa de discutir, só porque sim, vejo-me obrigada a refutar alguns argumentos/espécie-de-motivos (http://fazer-a-paris.blogspot.com/2008/12/o-motivo.html) apontados por uma espécie de Senhor para justificar o facto de ter obliado o meu aniversário:

1º Quando fizeste anos, eu já estava emigrada e não me esqueci do teu aniversário.... mais: eu visitei-te (ainda que involuntariamente) quando estavas emigrado, e tu não me visitaste a mim;

2º Estou num país africano que fica mais próximo do equador e do outro lado do mundo, de facto, daí que haja um fuso horário de (tão somente!) UMA HORA, que poderia ser usado para justificares o facto me dares os parabéns com atraso de uma hora, mas nunca mais do que isso;

3º Se eu conhecesse o tintas, até lhe dava os parabéns;

4º Infelicidade a dele, por não ter emigrado, porque qualquer festejo é suplantado por festejos na praia, e com 30º, e sol, e calor, e tudo;

5º Eu estou no país onde mais se bebe no mundo, se cá estivesses aposto que bebias muito mais, e digo-te apenas que um dos passatempos da minha festa foi precisamente ver quem conseguia beber mais;

6º Se estiveste, já não estás... e amigo que é amigo, não se esquece! E eu respeito quem me apetecer!

Os "Parabéns!!" seriam muito bem-vindos, mas aquele "mas" deixa muito a desejar!

E sim, festejei com muita alegria e com verdadeiros amigos, que não se esquecem do meu aniversário, e não comi farofa nem muamba, mas comi feijoada e carne no churrasco e bolos...

E sim, o teu blog era importante para mim e, desta forma, perdeste a amizade da ÚNICA pessoa que considerava o teu blog importante!

Porte-se....

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

e mais coiso...

Como estive muito tempo sem dar notícias (e não tenho muito que fazer hoje), vou aproveitar para enviar mensagens aos meus mais-que-tudo:

1º À minha coisa-mai-linda, como sempre e destacada de todos os outros: adorei ver-te! Estás linda como sempre! Obrigada pelos postais e pelas fotos e tudo e tudo e tudo! E por me mostrares as minhas bebés! E por me mostrares a mómi! E por abrires a minha correspondência e digitalizares e enviares e coiso! E por me fazeres os recados! E receberes as minhas encomendas! E por me dares autorização (;))! E por me ouvires! E por me leres! E por me contares as novidades! E por seres tu!

2º Às minhas coisas-mai-lindas logo a seguir à 1ª... nem vou nomear, porque não tinha espaço nem tempo para agradecer tanta coisa...vou só dizer obrigada! e vocês sabem porquê!

3º À minha Bia, por se lembrar sempre de mim, por me aturar há mais anos do que dedos das mãos, pelas cusquices, pelos conselhos, pelas receitas, pelas mensagens, por me ouvir, por me falar... enfim... um, zero, zero palavras :P

4º Às minhas púrpuras e miniminhas... porque não vivo sem vocês... porque me aturam, porque me levam a passear, porque me mostram coisas novas, porque são BRILHANTES, porque são de uma força impressionante, porque são determinadas e corajosas e criativas e inteligentes sem igual... e porque vos admiro!!!

5º Às minhas assistentes incompetentes, porque são umas queridas, umas cuscas, umas dedicadas, umas interessadas, umas sempre-atentas, umas lindas, umas amigas...

6ª À minha moranguinha, que provavelmente não lê, mas façamos de conta que sim! porque me liga, e me adora, e me faz sorrir, e está sempre no meu coração...

7ª Às minhas piquenas, companheiras de fecho durante muitos anos, que já estavam longe da vista antes de vir, mas continuam perto do coração!

8ª ... a todos aqueles que, como a néni diz, "gostam de mim e me querem bem"... beijos mil!


[Sim, fico insuportável com as saudades... é que até mete nojo! :D]


PS: A todos os que se esqueceram do meu aniversário: gostei muito de vos conhecer, sabem que eu sou uma pessoa que acredita que aprende com toda a gente e se valoriza um pouquinho sempre que conhece alguém novo... tenham uma boa vida e... NUNCA MAIS ME FALEM!
Porque há pessoas que se lembram de outras, e até lhes dão os parabéns, aos outros, nos seus blogues e tudo, mas só aos outros, porque parece que eu não mereço... verdade, sim Senhor! deve ser por não escrevermos na mesma língua ou coisa parecida, não sei bem... mas também não interessa!

os meus postais...


... personalizados!!!





Obrigada! :P


Posted by Picasa

E coiso?

Pois é meus queridos! Cá estamos!

Dia 29 de Novembro...

... foi de festejos: o dia amanheceu mais cedo que o costume (para sábado)... com um objectivo em mente - fazer um bolo de chocolate! Verdade! Em Angola também se fazem bolos... não tinha era fermento, de modo que ficou um pouco compacto, mas no problem, a malta comeu na mesma, e não sei se por cerimónia de fazer a vontadinha à aniversariante, mas foi o primeiro a ser rapado do prato, mesmo com a concorrência de bolos às cores, com creme, com recheio, com amêndoas e muitas coisas mais!!!

O farnel foi feijoada, churrascada e leitão (que aqui a malta não faz a coisa por menos) e abundantemente regado a cuca, vinho tinto (fresquinho, à moda angolana :S) e outras coisas que tais... gasosa havia muito pouca, só para não dizer que não havia...

Música também não faltou, nem a respectiva dança - grande lição de kizomba que levei... acho que se não saio daqui a dançar kizomba como uma nativa alguém me dá um tiro! E devo dizer que é uma honra dançar com algumas pessoas... afinal há muitos homens que sabem dançar aqui para estes lados!

Em resumo: foi um dia muito bem passado, e em excelente companhia!
Além disso, estavam tão somente 31ºC........ :P


Dia 30 de Novembro...

... na praia, para mim, era coisa nunca vista, mas aconteceu!
(Só para fazer um ciuminho agora:) Em pleno inverno na minha terra, numa das semanas mais frias do ano... eu passei a tarde... na praia! A torrar! No calor! A morenar!
O dia acabou com um hamburguer e uma cola no Loly Burga (saudades do McDonalds!!!).

Angola é um país de extremos: verdade que tem coisas más, verdade que muita coisa falta, mas há outras coisas em abundância, para compensar, e bem feitas as contas, colocados todos os argumentos nos pratos da balança, o saldo é muito positivo e compreendo a paixão por este país!

Não fosse a distância das minhas pessoas preferidas e isto seria perfeito!
Acho que vou iniciar uma campanha pró-Angola e trazer-vos a todos para cá!





(esta foi no dia de aniversário... logo que acordei, fui presenteada com esta mensagem dos meus coleguinhas!)






(e esta é a Restinga, a macaquinha do Miguel e da Mi....)
Posted by Picasa