quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Long time...

... no see!!!

Verdade em todos os domínios: não só aqui pelo blog, mas também fisica e presencialmente e tudo e tudo e tudo....

As saudades crescem uns bons centímetros a cada dia que passa... eu também cresço (em largura), mas não tanto quanto o vazio no meu coração...

Lembro-me muitas vezes do que me disse uma menina (belle chanteuse) que esteve há relativamente pouco tempo em São Francisco (:P) - é chocante regressar e ver que a vida seguiu sem nós... penso muitas vezes que as pessoas continuaram a viver sem mim, nas suas rotinas, ou em novas... não que isso me incomode, fico apenas a pensar e encontro-me muitas vezes nesse lugar onde entro na vida de toda a gente e fantasio sobre as suas vidas!

Lembro-me hoje que daqui a duas semanas é aquele dia e estou pela primeira vez tão longe, longe dos sítios, longe das pessoas, e longe dos rituais e dos roteiros habituais... apetecia-me pegar no carro e conduzir sem destino... até à praia (dado que é lá que vou parar sempre que supostamente saio sem destino...).

Hoje vi uma pessoa - o fofo do Bruno (:P), e ele viu-me a mim... e percebi o quanto tenho saudades de vos ver - dos rostos que me são familiares, dos meus amigos, de todas as pessoas que fazem ou fizeram parte da minha vida, mesmo que por breves instantes, e tenho TANTAS saudades das coisas mais ridículas... do iogurte líquido ao levantar, do trânsito, do meu carrinho (de o conduzir, porque de ver carros parecidos, não tenho saudades! ...aqui são aos montes!), das minhas bebés, do café no escritório, dos supermercados, das lojas, dos cinemas, da televisão, das minhas roupas, dos meus sapatos, do meu guarda-chuva, de uma fria tarde de domingo passada enrolada num cobertor a ver filmes idiotas... e de tudo e todos os que nem vale a pena dizer, porque é óbvio, e eles sabem quem são!

E por muito que goste de aqui estar, nunca vou sentir o mesmo daqui... por muito que me agrade saber que em pleno Novembro entrei na água de mar mais quente onde alguma vez me banhei na vida... nunca me vai custar tanto saber que estou longe de um sítio como saber que estou longe daí!


Quero as minhas raízes como nunca!


E embora esteja a viver naquela minha paz, só minha, recuperada e bem-vinda, aquela de que sentia falta antes de partir...
tenho saudades de te ver, e de te abraçar!

E é o que me apetece fazer todos os dias, e é só nisso que penso quando prevejo o que farei assim que chegar:
correr para te abraçar... mesmo sabendo que não vais lá estar... :'(

5 comentários:

htsousa disse...

E por mais que se diga, por mais que se escreva, por mais que se explique, há coisas que nunca ninguém vai perceber, a menos que passe por elas. Estas saudades são um exemplo disso!

Mas esta foi das melhores explicações que me lembro de ler (e eu leio bastante como sabes).

E daqui a 2 semanas, pode ser que quem cá está ajude a mitigar um pouco esse sentimento, embora ele nunca se mitigue por completo.

filipa disse...

ok...

Estou a vacilar entre um comentário com um miminho e um par de estalos bem aplicado.

Acho que provavelmente precisas dos dois! Mesmo :)

Sim, a vida corre sem nós quando estamos longe... mas quando voltamos as coisas encaixam-se de uma forma mágica de novo, não te preocupes!

E agora o par de estalos... tem juízo miúda! Não demora muito e já cá estás para contar essas aventuras todas, tá bem!?

Por falar nisso,planos para a passagem de ano e dias anteriores, há?

João Barradas disse...

Mar quente em Novembro....hummmmm...puff!! Ca noijo!! ;)

PS- Protagonismo??? hummm....vamos la ver...

moça disse...

Conto com a malta do país desenvolvido para arranjar planos para a ESTRONDOSA passagem de ano... se as meninas não fossem a New York e não estivessem sempre a viajar para aqueles lados, aliás, ia apenas sugerir que fôssemos a Londres.... :P
Assim sendo... o que importa é a companhia, portanto onde quiserem está bem!!!

Lux disse...

quase...quase....que te dizia que tens uma aliada no "sentimento", mas a agua quente, e o facto de poderes passar o final do ano em "optima" companhia....fizeram-me mudar de ideias!!

... apesar de tudo don't worry, o sentimento é normal... também é verdade que para nós o tempo nao passa tao rapido como nos dizem....mas no final lá estão todos de braços abertos para nos receber e passado umas horas....ate comecamos a fazer planos para o proximo capitulo da nossa vida! :)